quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Como Participar da Garagem Hermética

Tenho recebido nos últimos dias diversos e-mails de quadrinistas me perguntando como participar da Garagem Hermética. Então resolvi fazer este post pra explicar como é o nosso processo de seleção de histórias caso tenha mais algum louco por aí que queria colaborar com a gente.

Para participar da Garagem Hermética basta nos enviar a sua história em quadrinhos para a avaliação do conselho editorial da revista, da qual eu faço parte. Uma vez aprovada por maioria pelo conselho, a sua hq entra no nosso banco de histórias, e então fica sobre decisão da Roberta Bronzatto, nossa editora bonita e limpinha, se a história já entra na próxima edição ou aguarda pra ser publicada numa edição futura, dependendo do espaço disponível na revista.

Assim sendo, histórias mais curtas tem mais chances de entrar na revista. No entanto, aceitamos hqs mais longas também, mas se ela tiver mais do que 8 páginas, então você deve quebrá-la em mais de uma parte para ser publicada em mais de uma edição. Por isso é bom pensá-la de forma a ter um bom gancho ao final de cada parte para instigar o leitor a acompanhar a próxima parte da história que será publicada numa edição seguinte da Garagem.

Também aceitamos hqs seriadas, mas neste caso, ela deve ser fechada em arcos menores, como se fosse uma temporada de um seriado de tv. E o arco inteiro deve ser apresentado para avaliação, nem que parte dele seja apenas no roteiro, pra estudarmos se há viabilidade de publicá-lo até o final na revista. Esse costuma ser o sistema adotado por revistas mix na qual a Garagem Hermética se inspira, como a e a .

Se você é apenas um roteirista como eu e não conhece nenhum desenhista com quem possa formar uma dupla de criação, não precisa se preocupar pois também aceitamos o envio de roteiros. Se o seu roteiro for aprovado pelo conselho, então tentaremos achar um desenhista que se habilite a desenhar a sua história. É claro que este processo de procura de desenhista costuma ser demorado, por isso se você mesmo já conseguir arranjar um desenhista, tanto melhor. Junto com o roteiro deve ser enviado uma sinopse de no máximo três parágrafos descrevendo de forma rápida e concisa como é a sua história para facilitar o nosso processo de avaliação.

Por fim, você deve estar consciente de que a colaboração para a Garagem Hermética não é remunerada e sua história será disponibilizada na revista sob a licença Creative Commons. No entanto, os direitos da história continuarão pertencendo aos seus respectivos autores e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98 que rege os direitos autorais no Brasil.

Bem, é isso, qualquer dúvida é só deixar aí nos comentários, ou me enviar um e-mail.

Marcadores: ,

4 Comentários:

Às 21 de fev de 2007 11:46:00 , Anonymous Marcelo Rêgo disse...

olá. sou de Recife, me formei em arquitetura mas desde o início movido pelo gosto pelo desenho e tenho muito interesse de ingressar na carreira de desenhista/ ilustrador. tenho trabalhos q em breve gostaria de enviar-lhes. minha dúvida é sobre a questão profissional das HQs Nacionais: entendi, claro, que a participação na Garagem Hermética não é remunerada, porém, a venda de exemplares não é revertida em alguma parte para os autores (roteiristas e desenhistas)?

obrigado pelo espaço para participação! grande abraço!

 
Às 2 de mar de 2007 18:42:00 , Anonymous Cadu Simões disse...

Olá Marcelo! Toda a grana obtida com a venda da Garagem Hermética é atualmente utilizada para bancar o próximo número da revista, e mesmo assim, nós do Sócios Ltda ainda precisamos tirar grana do nosso bolso pra complementar os custos da impressão. Ou seja, como a revista ainda não é capaz de se bancar sozinha, não há como pagarmos os colaboradores.

Mas assim que a revista estiver dando lucro, e mais cedo ou mais tarde isso irá acontecer, a primeira coisa que irei propor ao grupo é que utilizemos esse dinheiro excedente para pagar ao menos os 10% de direitos autorais aos colaboradores .

 
Às 29 de abr de 2007 14:24:00 , Blogger Léo Duarte disse...

As hqs precisam seguir uma linha (gênero)específica, ou isso fica livre (claro que sob análise dos editores) ????

Agradeço a atenção, abraços.
Léo Duarte
http://fotolog.terra.com.br/pacificadora

 
Às 30 de abr de 2007 16:47:00 , Blogger Cadu Simões disse...

Não precisam não Léo. A proposta da Garagem Hermética é justamente não se prender a nenhum gênero, estilo ou modelo narrativo nas hqs que publica.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial